“Diz-lhe que Estás Ocupado” Conversas com Alexandre O’Neill

14.90

AA VV

Tinta da China

2021 | 9789896716158 | 190 PP.
O’Neill dizia que não era avesso a entrevistas, mas a verdade é que nem sempre foi fácil fazer‑lhe uma. Mais fácil terá sido conversar sem plano prévio. Fernando Assis Pacheco conta‑nos que era «tão bom conversador como sovina nas respostas dactilografadas». As entrevistas reunidas neste volume abrangem um período temporal significativo: de 1944 a 1985. Nelas fala‑se do surrealismo português, do qual O’Neill se afastou, mas que também não deixou de elogiar; fala‑se de Portugal, uma das suas preocupações mais constantes (antes e depois do 25 de Abril); fala‑se do famoso «Há mar e mar, há ir e voltar», que lhe devia ter rendido uma fortuna em direitos de autor, e das participações polémicas em programas de televisão. Falando de tudo isto, não deixa nunca de se falar da poesia, a melhor forma que arranjou para comunicar.
«As entrevistas de O’Neill são paratextos significativos para a configuração da sua personalidade literária e convidam à releitura da sua poesia e das várias crónicas que publicou. Nestes diálogos entre entrevistador e entrevistado, é perceptível a coincidência entre projecto poético e forma de vida, sendo possível, aliás, imaginar no futuro uma edição da obra de Alexandre O’Neill — e não seria caso único, claro — que contemplasse vários dos comentários que foi deixando nas entrevistas.» — da Introdução
Categoria: