• Felix Mikailovitch Quick View
    • Felix Mikailovitch Quick View
    • Felix Mikailovitch

    • 16.50
    • Adicionar
    • Amadeu Lopes Sabino Relógio d'Água 2022 | 9789897832369 | 152 pp. "No decorrer da nossa conversa privada, Anne-Marie tinha-me dito que, aos sábados de manhã, ia ao mercado da place Flagey comprar frutas e legumes frescos. Seria acaso da conversa ou código de reencontro? Era vegetariana às vezes, disse rindo, outras vezes carnívora, outras tudo, outras nada. No sábado seguinte ao jantar oferecido ao príncipe, saí cedo de casa, armado de gabardina e guarda-chuva, e às oito e meia estava sentado a uma mesa chegada à vitrina do café Flagey, na esquina da chaussée d’Ixelles, lugar ideal para observar o movimento na praça. Uma hora mais tarde já tinha lido duas vezes as gordas do Le Soir, fumado um maço de cigarros e bebido três supostos cafés de filtro, mais precisamente três chávenas de água com cheiro a café. Chuviscava e fazia frio no exterior. Apesar dos vidros embaciados da vitrina, não perdi uma imagem do que se passava no mercado, mas…
  • A Fábrica do Absoluto Quick View
    • A Fábrica do Absoluto Quick View
    • A Fábrica do Absoluto

    • 16.00
    • Adicionar
    • Karel Čapek Antígona 2022 | 9789726083856 | 208 pp. Quando, na senda do progresso, o mundo assiste à descoberta de um engenho capaz de produzir energia ilimitada por tuta-e-meia, poucos adivinhariam que esta maravilha moderna teria um grave efeito secundário: a libertação do inquietante Absoluto, a essência espiritual contida na matéria, que converte todos os seres - dos mais mundanos aos levianos - em fervorosos fanáticos religiosos. Rapidamente o planeta está a braços com uma epidemia de religiosidade e vê a sua população transformada em multidões de crentes, que ora fazem milagres, ora pregam o amor ao próximo, e que, em breve, querem converter por todos os meios as nações vizinhas à sua verdade, indiscutivelmente a suprema e a melhor, desencadeando uma inevitável guerra global. O romance A Fábrica do Absoluto (1922), sátira brilhante e premonitória que não ganhou uma ruga, é agora publicado em tradução directa do checo, com desenhos de Josef Capek (1887-1945), o irmão do autor, retirados da edição original.
  • Um Almoço de Negócios em Sintra Quick View
    • Um Almoço de Negócios em Sintra Quick View
    • Um Almoço de Negócios em Sintra

    • 15.00
    • Adicionar
    • Gerrit Komrij Guerra & Paz 2022 | 9789897027413 | 168 pp. Um Almoço de Negócios em Sintra é um sublime livro que nos mostra a visão do autor Gerrit Komrij sobre Portugal e sobre os portugueses. Será a nossa portuguesíssima realidade a matéria deste Almoço de Negócios? Pode dizer-se que sim se soubermos que factos, situações e personagens levam também um banho de ficção. Tendo escolhido Portugal como o país para viver, esta marcante figura da vida intelectual neerlandesa mergulha nas nossas vidas, desmascarando as nossas virtudes e defeitos aos olhos de um estrangeiro que tudo estranha. e deixa-se, depois, como o Balzac das Cenas da Vida Privada, assaltar pela doçura de alguém que se apaixonou pela terra e pela sua gente. Narrativa híbrida, Almoço de Negócios é um misto de conto, crónica e memória, e mostra-nos o olhar satírico, enternecedor e humano do autor, numa linguagem mordaz, natural, brilhantemente vertida para o português por Fernando Venâncio, linguista e autor de Assim Nasceu…
  • À Espera de Bojangles Quick View
    • À Espera de Bojangles Quick View
    • À Espera de Bojangles

    • 15.00
    • Adicionar
    • Olivier Bourdeaut Guerra & Paz 2022 | 9789897028267 | 190 pp. À Espera de Bojangles, extraordinário livro de estreia de Olivier Bourdeaut, é um bestseller agraciado com vários prémios e adaptado ao teatro e ao cinema, tendo-se tornado num romance de culto, fascinando o público e a crítica desde o seu lançamento. Este romance cómico, trágico e singular é uma história, contada por uma criança, do amor louco de um encantador casal excêntrico que teimosamente se recusa a contentar-se com a realidade e prefere inventar fantasias, à beira-mar espanhola, ao som da canção da americana Nina Simone. Nunca a expressão amor louco foi usada com tanta propriedade. o optimismo das comédias de Frank Capra, aliado à fantasia da Espuma dos Dias, de Boris Vian.
  • A Origem Quick View
    • A Origem Quick View
    • A Origem

    • 16.00
    • Adicionar
    • Graça Pina De Morais Antígona 2022 | 9789726084129 | 248 pp. «A Origem é o romance mais conseguido de Graça Pina de Morais, pela profundidade e penetração psicológica das personagens. Centrado numa casa rural e dividido em quatro grandes sequências — “A Casa”, “O Amor”, “A Morte” e “O Encontro com Deus” — este romance acompanha ao longo de várias décadas a saga da família do velho Leonardo e dos seus filhos e netos, descrevendo uma atmosfera progressivamente matriarcal em que sobressaem as personalidades fortes de Constança, Maria Clara e do seu sobrinho João Vasco, um jovem para o qual confluem todos os afectos (por vezes contraditórios) das mulheres da Casa do Outeiro. Assim se vai criando um clima denso, que avoluma a sensação de um destino familiar comum às personagens, interrogando ao mesmo tempo o mistério da existência e alguns paradoxos do comportamento humano.» Fernando Pinto do Amaral
  • As Convidadas Quick View
    • As Convidadas Quick View
    • As Convidadas

    • 18.00
    • Adicionar
    • Silvina Ocampo Antígona 2022 | 9789726084150 | 280 pp. Obra de maturidade e um dos livros mais aplaudidos da autora, As Convidadas (1961) reúne, ao bom estilo ocampiano, quarenta e quatro histórias inquietantes sobre os seus temas de eleição — a infância, o amor, a loucura, o fantástico —, entre os quais O Diário de Porfiria Bernal — a assombrosa metamorfose de uma preceptora —, A Revelação — as visões à cabeceira de um moribundo — e o conto que dá nome à colectânea. Janela aberta para o sobrenatural quotidiano, que assoma aos seres sensíveis em espectros e aparições, a impiedosa escrita de Silvina Ocampo, à semelhança das personagens que cria, é tributária de uma rigorosa imaginação e de uma enganadora ingenuidade, capaz de ternura e de terror, como quem quisesse «mostrar-nos o Céu para depois nos atirar para o Inferno».
  • A Casa no Mar Cerúleo Quick View
    • A Casa no Mar Cerúleo Quick View
    • A Casa no Mar Cerúleo

    • 19.50
    • Adicionar
    • ,
    • TJ Klune Desrotina 2022 | 9789899096639 | 400 PP. Linus Baker leva uma vida solitária e sossegada. Aos quarenta anos, vive na cidade, onde só chove e os dias são cinzentos, numa velha casa, na companhia de uma gata mal-humorada e dos seus discos de vinil. Como funcionário de um departamento que cuida e protege crianças com poderes mágicos, Linus recebe uma tarefa altamente secreta: viajar para para o orfanato da ilha Marsyas, dirigido pelo charmoso e enigmático Arthur Parnassus. No local residem seis crianças com capacidades potencialmente perigosas: um gnomo de 200 anos, uma fada da floresta, uma serpe, um rapaz que se transforma num lulu-da-pomerânia, uma bolha verde amorfa e o Anticristo. Linus deve pôr de lado os seus medos e perceber se eles podem, ou não, trazer o fim dos dias. As crianças não são, no entanto, o único segredo da ilha. No final, uma decisão terá de ser tomada por Linus Baker: destruir um espaço e uma família…
  • Pode Um Desejo Imenso Quick View
    • Pode Um Desejo Imenso Quick View
    • Pode Um Desejo Imenso

    • 18.80
    • Adicionar
    • Frederico Lourenço Quetzal 2022 | 9789897224799 | 512 pp. Pode Um Desejo Imenso conta a história de Nuno Galvão, professor universitário de Literatura, que pensa ter descoberto a chave para a compreensão da poesia lírica de Camões: a paixão do poeta pelo jovem D. António de Noronha, de quem Camões teria sido precetor. Nuno está ele próprio apaixonado por um estudante, em quem projeta a história de amor por si imaginada entre o poeta quinhentista e o seu aluno. Na parte central do livro, a narrativa volta atrás, aos tempos em que o próprio Nuno era estudante, já nessa altura ocupado com a poesia lírica de Camões e com a paixão não correspondida por um colega de curso. No final do romance, juntam-se os vários fios da história; e Nuno acaba por aprender como rumar «em direção à outra margem», onde se abre a hipótese possível de um amor feliz. Vinte anos depois da primeira edição, esta é a versão definitiva de…
  • A Faculdade dos Sonhos Quick View
    • A Faculdade dos Sonhos Quick View
    • A Faculdade dos Sonhos

    • 17.70
    • Adicionar
    • Sara Stridsberg Bertrand Editora 2022 | 9789722539746 | 328 pp. Em abril de 1988, Valerie Solanas - escritora e feminista radical que tentou assassinar Andy Warhol - era descoberta sem vida num quarto do Bristol Hotel em São Francisco. Tinha 52 anos, estava sozinha, sem quaisquer recursos e rodeada pelas páginas datilografadas dos seus últimos escritos. Em A Faculdade dos Sonhos, Sara Stridsberg revisita o hotel onde Solanas morreu, a sala de audiências onde foi julgada e condenada por tentativa de homicídio de Warhol, a paisagem desoladora na Georgia onde passou a sua infância e as instituições psiquiátricas onde esteve internada. Através de conversas e monólogos imaginados, reminiscências e fragmentos de discurso, Stridsberg reconstrói uma das mais intrigantes e enigmáticas mulheres, articulando os pensamentos e os medos por que Solanas passou para poder expressar a sua personalidade, outorgando à autora de SCUM Manifesto uma poderosa e comovedora voz.
  • A Diagonal Alekhine Quick View
    • A Diagonal Alekhine Quick View
    • A Diagonal Alekhine

    • 18.80
    • Adicionar
    • Arthur Larrue Quetzal 2022 | 9789897227691 | 312 pp. A vida inacreditável de Alexandre Alekhine, conhecido com «o sádico do xadrez», «mais imoral do que Jack, o Estripador», consagrado pelo Czar, perseguido por Estaline, chantageado por Goebbels - e que morreu no Estoril, só e em circunstâncias dramáticas. Campeão mundial, russo branco, naturalizado francês, Alexandre Alekhine (Moscovo, 1892-1946) joga a sua vida como as suas próprias partidas de xadrez (arrebatou o título mundial de xadrez contra o lendário Raúl Capablanca aos 35 anos), de vitória em vitória e de continente a continente. Em Buenos Aires foi apanhado pelo começo da II Guerra Mundial, em 1939. Mobilizado e obrigado a regressar a Paris, testemunhou o colapso do seu país de adoção; instrumentalizado e sitiado pelos novos donos da Europa, é obrigado por Joseph Goebbels a participar em torneios nos novos territórios do III Reich. De jogador, transforma-se em objeto de jogo. As suas peças-chave caem no tabuleiro da sua vida: a sua mulher,…
  • Aniquilação Quick View
    • Aniquilação Quick View
    • Aniquilação

    • 24.95
    • Adicionar
    • Michel Houellebecq Alfaguara 2022 | 9789897845383 | 648 pp. Aniquilação projeta diante do leitor um futuro próximo, à luz melancólica do declínio do Ocidente, um dos grandes temas de Michel Houellebecq. O romance abre com uns bizarros vídeos que se tornaram virais online num deles, o ministro da Economia francês é guilhotinado. Logo a seguir, há uma série de atentados terroristas. Estes acontecimentos lançam o alarme em França, onde decorre uma fervorosa campanha para as eleições presidenciais, na qual reconhecemos vários dos peões do jogo político europeu atual. Qualquer semelhança com pessoas reais é puramente deliberada. O protagonista, Paul Raison é uma personagem maior que a vida. Alto funcionário ministerial, aproxima se dos cinquenta anos e acomodou se à miséria afetiva e sexual. Prudence a sua mulher, tornou se vegan e adepta do Wicca, um movimento religioso neopagão. O casal vive num apartamento em Paris, onde se cruza cada vez menos. É a partir deste cenário que Aniquilação entretece dois fios distintos o público e…
  • A Filha do Guardião do Fogo Quick View
    • A Filha do Guardião do Fogo Quick View
    • A Filha do Guardião do Fogo

    • 22.00
    • Adicionar
    • ,
    • Angeline Boulley Desrotina 2022 | 9789899096462 | 480 pp. Daunis Fontaine, uma jovem de dezoito anos, filha de pai indígena e mãe branca, sempre se sentiu deslocada, quer na sua cidade natal, quer na sua muito próxima reserva indígena Ojibwe. Ambiciona uma oportunidade para começar tudo de novo na Universidade do Michigan, porém os seus planos são interrompidos por contratempos familiares que a levam a ter de ficar e cuidar da sua frágil mãe. O único lado positivo desta situação é conhecer Jamie, um novo jogador que chega para integrar a equipa de hóquei no gelo do seu irmão Levi. Sentindo-se cada vez mais atraída por Jamie, desconfia, ainda assim, de que ele esconde um segredo. E tudo muda quando Daunis testemunha um assassínio chocante, que a torna numa informadora para o FBI, numa investigação sobre a circulação de uma nova droga letal. Aproveitando os seus conhecimentos de química e de medicina tradicional Ojibwe, Daunis vai descobrindo velhos segredos e expondo os…
  • Em Baixo Quick View
    • Em Baixo Quick View
    • Em Baixo

    • 12.00
    • Adicionar
    • Leonora Carrington Snob 2022 | 168 pp. Em Baixo dá-nos um relato impiedoso da experiência da loucura. Como um acto de verdadeira narrativa da memória, vai buscar o seu poder a esta antinomia no seu centro, que é ser uma narrativa racionalmente composta e acuradamente relembrada em aparência, sobre comportamentos assustadoramente cruéis e ensandecidos, terapias científicas que induziam estados de aniquilação pessoal. Breton encorajou Leonora a escrevê-lo; do seu ponto de vista, a artista inglesa, musa selvagem, femme-enfant, havia concretizado uma das mais desejadas ambições do surrealismo, a catábase da era moderna, a viagem ao outro lado da razão. Leonora havia experienciado verdadeiramente a disfunção que Breton e Paul Éluard apenas tinham conseguido simular em L’Imamaculée Conception em 1930. Enquanto testemunho dos horrores da psicose, evidência dos tratamentos médicos e da terapia de droga convulsiva, Em baixo entra na categoria de ficção autobiográfica dessas condições desesperadas, tal como relatadas em The Sugar House de Antonia White, A Campânula de Vidro de Sylvia…
  • Metrópolis Quick View
    • Metrópolis Quick View
    • Metrópolis

    • 16.90
    • Adicionar
    • Thea von Harbou E-Primatur 2021 | 9789898872371 | 292 pp. Pela primeira vez em Portugal, um dos primeiros grandes romances distópicos do século XX que deram origem a um filme mítico. No ano de 2026, a cidade de Metrópolis é uma potência no domínio da tecnologia e da qualidade de vida. Os seus habitantes alternam sucessivamente diversas experiências, numa existência animada feita de trabalhos leves, muita cultura, ciência e também devassidão. Mas a grande cidade vive dos trabalhadores do submundo, os seres que geram energia e são a força de trabalho que mantém a aparência imaculada de Metrópolis. Assim, estas duas classes sociais absolutamente separadas caminham para um confronto. Pelo meio há uma história de amor impossível, robots, clonagens e muitas invenções que antecipam o futuro. Publicado originalmente em 1925 em folhetim, ao mesmo tempo que a sua autora, então esposa de Fritz Lang, escrevia o argumento do filme, aparece em formato de livro em 1926, um ano antes da esteia do…
  • Contos de Odessa Quick View
    • Contos de Odessa Quick View
    • Contos de Odessa

    • 15.00
    • Adicionar
    • Isaac Babel Relógio d'Água 2022 | 9789897832406 | 96 pp. «A Odessa de Babel é um lugar único, é uma amálgama de objetos, de sensações, de cores, de cheiros. Tudo se pode tocar, cheirar e provar. E a língua de Odessa não é exceção. As palavras são personificadas e podem ser metidas no bolso, podem ser apalpadas, podem ser seguradas entre os dentes. A fala de Odessa é uma fonte de divertimento do autor. As personagens exprimem­‑se principalmente em russo, mas o seu discurso está salpicado de incoerências ou de construções agramaticais, espelhando a influência do ucraniano, do iídiche, do moldavo, do francês e do inglês, entre outros idiomas. Outras vezes fazem a transferência direta do hebraico antigo na referência aos numerais (exemplo: “sessenta vacas leiteiras, menos uma”, em vez de dizerem simplesmente cinquenta e nove). Muitas estruturas são também conseguidas a partir de construções em iídiche. Pode pois dizer­‑se que os habitantes de Odessa falam uma língua singular que não existe…
  • O Africano da Gronelândia Quick View
    • O Africano da Gronelândia Quick View
    • O Africano da Gronelândia

    • 21.90
    • Adicionar
    • Tété-Michel Kpomassie Tinta da China 2022 | 9789896716646 | 360 pp. «Tété‑Michel, um jovem negro, filho de uma família tradicional africana, com oito mães, as oito esposas do progenitor, nascido num bairro periférico da cidade de Lomé, fez‑se a si próprio descobridor. O ‘esquimó africano’, como foi cognominado num documentário que a BBC lhe dedicou, rompeu com uma trágica sina secular, fugindo de casa aos 16 anos [em 1958], para só regressar aos 27. O Africano da Gronelândia é, a vários títulos, um livro como nenhum outro. A minúcia colocada na observação do quotidiano (as viagens de trenó, a caça às focas, a aurora boreal) e o detalhe com que Tété‑Michel descreve a forma como se integrou numa sociedade radicalmente diferente daquela de onde veio (com a troca de casais à vista de todos, a prática do sexo na presença dos filhos, o problema do alcoolismo) fazem‑nos descobrir como o mundo pode ainda ser um lugar surpreendente.» — Carlos Vaz Marques, Prefácio
  • Comboios Rigorosamente Vigiados Quick View
    • Comboios Rigorosamente Vigiados Quick View
    • Comboios Rigorosamente Vigiados

    • 15.00
    • Adicionar
    • Bohumil Hrabal Antígona 2022 | 9789726083818 | 136 pp. Pérola de humor, heroísmo e humanidade, Comboios Rigorosamente Vigiados (1965) leva-nos a uma pacata estação ferroviária na Checoslováquia ocupada pelos nazis, nos últimos dias da guerra na Europa. Entre o rame rame de chegadas e partidas, gélidos cais e ruidosos vagões e locomotivas, esvoaçam os pombos predilectos do chefe de estação, asas de aviões tombam no jardim do reitor da vila, a telegrafista arrebata corações e Miloš Hrma morre de amores pela bela Máša. Este tímido e jovem aprendiz dos caminhos-de-ferro estatais – que herdou um hilariante historial de família, saborosamente contado por Hrabal, no qual assoma um avô que quis deter os tanques alemães pelo poder da hipnose – também um dia se decide a desafiar os invasores, demonstrando que a resistência habita por vezes os homens e os locais mais improváveis.
  • O Duplo Rimbaud (Com um preâmbulo de Benjamin Fondane) Quick View
    • O Duplo Rimbaud (Com um preâmbulo de Benjamin Fondane) Quick View
    • O Duplo Rimbaud (Com um preâmbulo de Benjamin Fondane)

    • 12.00
    • Adicionar
    • Victor Segalen Sistema Solar 2022 | 9789895680054 | 144 pp. Em 15 de Abril de 1906 surgiu na revista Mercure de France o seu texto «O Duplo Rimbaud». Em cada um de nós, dirá Segalen, e para cada uma das nossas formas de pensar, de querer e sentir, existe um irredutível e não utilizável covil que não podemos, com complacência ou à força, com ódio ou amor, entreabrir aos outros. Estaremos perante um labirinto onde os leitores não encontram nenhuma saída? Segalen faz-nos crer que Rimbaud fala sempre de si próprio, com uma chave que só ele sabe utilizar; que os seus poemas são imaginadas memórias das coisas e dos dias da sua infância, e só ele os compreende na sua integralidade. Depois desta análise passa ao «segundo» Rimbaud, o de uma «curiosa e intensa fobia»; o que tem «horror à poesia», di-lo a sua irmã categórica e, por decisão, detentora de uma única e irrecusável verdade. [Aníbal Fernandes] Rimbaud foi outra coisa além…
  • CHITA – Uma Memória da Ilha do Fim Quick View
    • CHITA – Uma Memória da Ilha do Fim Quick View
    • CHITA – Uma Memória da Ilha do Fim

    • 13.00
    • Adicionar
    • Lafcadio Hearn Sistema Solar 2022 | 9789898833983 | 148 pp. […] Antes deste Lafcadio Hearn dominado pela sedução japonesa há, portanto, o Lafcadio das «lamentáveis odisseias na Europa e na América», onde encontramos o autor de Chita, o seu primeiro romance, de 1887, no Harper’s Magazine de Nova Iorque, e dois anos depois em livro numa versão ligeiramente modificada. O japonês Yakumo Koisumi teve como o seu primeiro nome inteiro Patricio Lafcadio Tessima Carlos Hearn, o que lhe foi dado quando nasceu no ano 1850 em Lêucade, uma ilha do Mar Jónico nessa altura sob ocupação inglesa e hoje pertencente à Grécia. […] Os seus seis anos de Cincinnati tiveram de ser prolongados por outros, agora no jornalismo de Nova Orleães, a cidade do Mississipi racialmente mais permissiva, e desta vez na redacção de Le Commercial. Foi ali, numa confusão urbana que misturava o inglês, o francês, o espanhol, e fazia nascer variantes crioulas, inventoras de palavras com ecos de todas estas línguas, que Lafcadio Hearn…
  • A Mulher 100 Cabeças Quick View
    • A Mulher 100 Cabeças Quick View
    • A Mulher 100 Cabeças

    • 15.00
    • Adicionar
    • Max Ernst Sistema Solar 2022 | 9789898902603 | 188 pp. O poeta é um lobo para a poesia. Combate-a, tira-lhe o valor e destrói-a à dentada e com garras longas. Alimenta-se dela. Tal como na luta eterna, a do combate sem tréguas dos amantes, uma paixão forte como o ódio e a morte une e opõe ao mesmo tempo o poeta e o seu superior ideal. Sem este gosto pelo crime e pelo sangue, não há neste domínio obra válida. É este gosto do crime, este sabor a sangue, que caracterizam a obra de Max Ernst, e em particular A Mulher 100 Cabeças; que é, de algum modo, a soma das suas buscas. Para o poeta não há alucinações. Há o real. E é ao espectáculo de uma realidade mais extensa do que a vulgarmente conhecida, que o inventor destas colagens nos convida. É um novo domínio adquirido à memória pela imaginação, uma colónia conquistada à liberdade do sonho, em proveito do imperialismo…
  • O Fim do Mundo Não Terá Acontecido Quick View
    • O Fim do Mundo Não Terá Acontecido Quick View
    • O Fim do Mundo Não Terá Acontecido

    • 15.00
    • Adicionar
    • Patrik Ourednik Antígona 2022 | 9789726084143 | 176 pp. De Paris à Casa Branca, o tradutor Gaspard Boisvert — ex-conselheiro do «presidente americano mais estúpido da história do país», criador de slogans para bebidas espirituosas e plausível bisneto de Hitler — tenta escapar incólume ao processo mundial de estupidificação em curso. Porém, atormentado por frases como «a democracia ocidental é o estádio derradeiro duma sociedade avançada», «a excisão do clítoris constitui um facto cultural» ou «é preciso saber prever com antecipação», acaba por sucumbir a um esgotamento nervoso. A história de Gaspard dá o mote a um narrador empenhado em fornecer estatísticas embaraçosas da espécie humana — brinquedos sexuais favoritos, recordistas sanguinários, restrições alimentares dos devotos, etc. —, neste romance carregado de humor à Hašek e ironia à Rabelais, na senda de Europeana (Antígona, 2017). O Fim do Mundo Não Terá Acontecido (2017) revela um Patrik Ouredník fascinado com o apocalipse, lançando-se com unhas e dentes aos lugares-comuns do discurso e ao…